Como eu era antes de você

A ARCA II – O que Noé não poderia imaginar
22 de junho de 2016
A ÁGUA
27 de junho de 2016

maxresdefault

Sinopse:

Às vezes você encontra o amor onde menos imagina. E às vezes ele te leva onde nunca esperou ir. Louisa “Lou” Clark vive em uma pitoresca cidade de campo inglesa. Sem direção certa em sua vida, a criativa e peculiar garota de 26 anos vai de um emprego a outro para tentar ajudar sua família com as despesas. Seu jeito alegre no entanto é colocado à prova quando enfrenta o novo desafio de sua carreira. Ao aceitar um trabalho no “castelo” da cidade, ela se torna cuidadora e acompanhante de Will Traynor, um banqueiro jovem e rico que se tornou cadeirante após um acidente ocorrido dois anos antes, mudando seu o mundo dramaticamente em um piscar de olhos. Não mais uma alma aventureira, mas o agora cínico Will, está prestes a desistir. Isso até Lou ficar determinada a mostrar a ele que a vida vale ser vivida. Embarcando juntos em uma série de aventuras, Lou e Will irão obter mais do que esperavam e encontrarão suas vidas – e corações – mudando de um jeito que não poderiam ter imaginado.
Data de lançamento: 16 de junho de 2016 (Brasil)

REFLEXÕES SOBRE O FILME

A vida realmente não está e nunca esteve sobre o nosso controle, temos uma participação fundamental em direciona-la e darmos um sentido nessa direção, mas existe uma força maior que rege todo o universo e estamos sem dúvida incluídos nesse movimento em que foge ao nosso ilusório controle.

O filme nós trás muitas questões sobre como vivemos as nossas vidas e como ela nos leva a caminhos imprevisíveis, que podem ser limitante e tormentosos ou mágicos e único, tudo depende sempre de como podemos ver e sentir cada movimento dela.

O sofrimento existe entre dois pontos e num determinado período de tempo. O ponto do fato em que não aceitamos, não compreendemos e o ponto em que esse fato foi compreendido por nós. Esse tempo pode levar uma vida toda, 20 anos, 1 ano ou 1 segundo, o tempo do fato ocorrido e a compreensão dela, é o tempo do nosso sofrimento.

Simples de compreender, um pouco trabalhoso em colocar em prática, mas como tudo na vida, é praticando que nos aperfeiçoamos.

Então pratique a ginástica da compreensão dos fatos e diminua o tempo dos sofrimentos em sua vida.

Um filme com mais ensinamentos do que esse texto, mas agora é com você.

Ricardo Dih Ribeiro

 

Deixe uma resposta